Iguaçuense vítima do tráfico de pessoas torna-se embaixadora da causa

0
233

O Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF) recebeu nesta sexta-feira (22) a visita da Mrs. Brazil World 2020, título congênere ao de Miss porém concedido a mulheres casadas. Cristiane Mersch é natural de Foz do Iguaçu, mas mora em Las Vegas/EUA e vai representar o Brasil no Mrs. World, na Índia, em abril.

A iguaçuense defende a causa do enfrentamento ao tráfico de pessoas e foi recebida pelo presidente do IDESF, Luciano Barros, pela coordenadora da Câmara Técnica de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas (CTETP/Foz), Rosane Amadori, e por Yasmin Lee Stremel Barros.

Cristiane veio acompanhada da integrante da Câmara e atuante na causa do tráfico de Pessoas, Alana Cristina Lacerda de Souza, e contou seu histórico de vítima do tráfico. Explorada sexualmente quando criança e adolescente, foi seduzida pelo sonho de ser modelo, tática comum dos aliciadores.

Conta que teve ajuda de amigos para sair e mudar de vida. Atualmente com família e nacionalidade americanas, faz da sua história um exemplo e uma bandeira na trajetória das passarelas. “A vítima é marcada para o resto da vida e entra num ciclo de repressão e depressão”, desabafa.

Antes de vir ao IDESF e à Câmara Técnica, Cristiane se reuniu com vereadores recém empossados de Foz do Iguaçu. “Estou aqui não como miss, mas como vítima e para ajudar outras vítimas”, afirmou, pedindo aos integrantes do executivo municipal o envolvimento com a causa. “Eu apresentava sinais de exploração e ninguém me ajudou”, contou, reforçando que a sociedade precisa ser informada e ter o olhar para as vítimas, a maioria indefesa. “A gente fala do ECA, mas não ouve as crianças”.

Cristiane atua no acolhimento a refugiados nos EUA e faz parte da fundação BE A SHERO, organização que dá apoio a vítimas. Aproveitando o retorno à Terra das Cataratas, fez um ensaio no Parque Nacional do Iguaçu, com objetivo de utilizar as fotos na campanha para o concurso da Índia e promover o destino Iguaçu.

Texto: Comunicação IDESF – Rosane Amadori (45)99101-1045

Fotos: Frank Cedeño e Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite seu nome